sexta-feira, 14 de Novembro de 2014

São Martinho



Num dia frio e chuvoso de novembro, São Martinho, soldado romano, deslocava-se no seu cavalo para a cidade de Amiens, em França. A certa altura, o tempo agravou-se de tal forma que deu origem a uma forte tempestade. Á beira de uma estrada, o soldado encontrou um pobre homem que pedia esmola e que vestia roupas demasiado velhas e rotas. São Martinho não hesitou e, com a sua espada dividiu a sua capa em 2 e deu metade ao homem, para que este se conseguisse proteger do frio e da chuva intensa. Nesse preciso momento, e como por milagre, o tempo mudou drasticamente, transformando um dia triste e chuvoso, num dia magnífico de verão.
É esta a lenda que inspira o nosso verão de São Martinho e o Magusto, que celebramos todos os anos no dia 11 de novembro, dia de São Martinho.

Esta festa popular diverge um pouco por todo o país, no entanto, a essência é sempre a mesma: reunir os amigos e a família em torno de uma fogueira, saborear as primeiras castanhas assadas do ano e beber um copo de jeropiga, água-pé ou vinho novo.


Na nossa sala, começamos os preparativos para festejar o São Martinho. Utilizando pacotes de leite fizemos o seu aproveitamento para nele colocarmos as castanhas assadinhas.











Lemos a lenda de São Martinho e trabalhamos o texto ao nível da compreensão, gramática e ortografia.


Na final, pintamos e recortamos as imagens da banda desenhada que tivemos de colar e ordenar segundo a sequência lógica da história.




Após alguma ansiedade e expectativa, lá chegou o assador de castanhas. O cheirinho era incrível!





Finalmente assadas as castanhas foram distribuidas pelas crianças, cada um recebeu uma dúzia, mas como a nossa embalagem era grande pareciam pouquinhas!





Nas aldeias, as castanhas são assadas nas fogueiras, enquanto se come e bebe, cantam-se cantigas e contam-se histórias.
Infelizmente a chuva apagou-nos a fogueira...


Os mais destemidos atrevem-se a saltar a fogueira, desafiando o fogo ardente.
Neste caso, restavam apenas cinzas, mas divertimo-nos na mesma!



Cumprindo a tradição, enfarruscamos a cara com a cinza da fogueira. 
 
                                                         
 Divertimo-nos imenso!









Gostam das nossas fotos? Estamos giros? As nossas mães é que nao devem ter gostado da brincadeira....! Ahahahahaha

A história da Maria Castanha
 A professora leu-nos um parágrafo da história da Maria Castanha. De seguida, pediu-nos que desenhássemos essa personagem, a forma como a imaginávamos, como pensávamos que era. 









  A seguir, fizemos a leitura dialogada da história, respondemos ao questionário do texto, ortografia e exercícios de gramática. 



 Gostamos muito de fazer  estes desenhos! Aprendemos que apesar de diferentes, podemos todos ser amigos e conviver juntos. 

Trabalho em mosaico:

Para concluir a semana dedicada ao São Martinho e às castanhas, na sexta-feira, a professora propôs-nos uma nova técnica. 


Chama-se a técnica do mosaico, os alunos cortam tiras de papel de lustro ou cartolinas, de seguida cortam essas tiras em quadrados ou retângulos e preenchem a figura, neste caso, uma castanha.
 





Eis, o resultado dos trabalhos já concluídos!







 
No final os trabalhos foram expostos no painel do hall da escola.




A chegada do Outono é sempre especial, deixando-nos ansiosos pelas deliciosas castanhas, pela celebração do magusto e pelo famoso verão de São Martinho (que este ano nos pregou uma partida)!
Desejamos a todos um bom fim de semana em família acompanhado das castanhas e de uma boa bebida!